Poemas de Amor

              Soneto da felicidade


¨De tudo ao meu amor serei atento


Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto,


Que mesmo em face de maior encanto


Dele se encontre mais meu pensamento.


          ________~~________

Quero vivê-lo em cada vão momento


E em seu louvor hei de espalhar meu canto


E rir meu riso e derramar meu pranto


Ao seu pesar ou seu contentamento


E assim, quando, mais tarde me procure


Quem sabe a morte, angústia  de quem vive


Quem sabe a solidão, fim de quem ama


Eu possa me dizer do amor (que tive):


Que não seja imortal, ponto que é chama


Mas que seja infinito enquanto dure.¨


   Autor:  (Vinícius de Moraes)


                 Amor!!!


¨Amor é fogo que arde sem se ver;


É ferida que dói e não se sente;


É um contentamento descontente;


É dor que desatina sem doer;


     ________~~________


É um não querer mais que bem querer;


É solitário andar por entre a gente;


É nunca contentar-se de contente;


É cuidar que se ganha em se perder;


É querer estar preso por vontade;


É ser4vir a quem vence, o vencedor;


É ter com quem nos mata lealdade,


     ________~~________

Mas como causar pode seu favor


Nos corações humanos amizade,


Se tão contrário a si é o mesmo Amor¨


           (Luís de Camões)


                Porção da Felicidade


Ame se hoje você é feliz,


e ame se a felicidade é ainda uma ilusão;


dê um futuro que nunca veio


ou de um passado que você não completou.


Ame se você tem lutas que trouxeram Vitória


e ame se elas trouxeram amargas e sofridas derrotas.


Ame se você é amado


e ame até que você seja amado.


Ame se lhe perdoam


Ame a quem lhe fere,


Ame o mundo e o próximo.


E principalmente a si mesmo para que seja muito, Feliz.


                 (Anônimo)


              Pela luz dos olhos teus

Quando a luz dos olhos meus
E a luz dos olhos teus
Resolvem se encontrar
Ai que bom que isso é meu Deus
Que frio que me dá o encontro desse olhar
Mas se a luz dos olhos teus
Resiste aos olhos meus só p'ra me provocar
Meu amor, juro por Deus me sinto incendiar
Meu amor, juro por Deus
Que a luz dos olhos meus já não pode esperar
Quero a luz dos olhos meus
Na luz dos olhos teus sem mais lará-lará
Pela luz dos olhos teus
Eu acho meu amor que só se pode achar
Que a luz dos olhos meus precisa se casar.

Autor:   ( Vinícius de Moraes)

              Soneto do Amor Total

A mo-te tanto, meu amor ... não cante
O humano coração com mais verdade ...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude

Autor:   ( Vinícius de Moraes)

                  Eu quero é teu calor animal

"Mas onde já se ouviu falar num amor á distância,
Num teleamor ?!
Num amor de longe…
Eu sonho é um amor pertinho…
E depois
Esse calor humano é uma coisa que todos - até os executivos têm
É algo que acaba se perdendo no ar
No vento
No frio que agora faz…
Escuta!
O que eu quero
O que eu amo
O que eu desejo em ti
È teu calor animal… "

Autor:    (Mario Quintana)

               Amor em paz

Eu amei
Eu amei, ai de mim, muito mais
Do que devia amar
E chorei
Ao sentir que iria sofrer
E me desesperar

Foi então
Que da minha infinita tristeza
Aconteceu você
Encontrei em você a razão de viver
E de amar em paz
E não sofrer mais
Nunca mais
Porque o amor é a coisa mais triste
Quando se desfaz

Autor:    (Vinícius de Moraes)

                   Ternura
Eu te peço perdão por te amar de repente
Embora o meu amor
seja uma velha canção nos teus ouvidos
Das horas que passei à sombra dos teus gestos
Bebendo em tua boca o perfume dos sorrisos
Das noites que vivi acalentando
Pela graça indizível
dos teus passos eternamente fugindo
Trago a doçura
dos que aceitam melancolicamente.
E posso te dizer
que o grande afeto que te deixo
Não traz o exaspero das lágrimas
nem a fascinação das promessas
Nem as misteriosas palavras
dos véus da alma...
É um sossego, uma unção,
um transbordamento de carícias
E só te pede que te repouses quieta,
muito quieta
E deixes que as mãos cálidas da noite
encontrem sem fatalidade
o olhar estático da aurora.



________~~________
Amo-te tanto, meu amor...não cante
O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante
Nunca, sempre diversa realidade. Amo-te afim, de um calmo amor prestante,
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.



Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de amar assim muito amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.


Autor:    (Vinícius de Moraes)


                 

                   Eu não existo sem você
Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim
Que nada nesse mundo levará você de mim
Eu sei e você sabe que a distância não existe
Que todo grande amor
Só é bem grande se for triste
Por isso, meu amor
Não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos
Me encaminham pra você assim como o oceano
Só é belo com luar
Assim como a canção
Só tem razão se se cantar
Assim como uma nuvem
Só acontece se chover
Assim como o poeta
Só é grande se sofrer
Assim como viver
Sem ter amor não é viver
Não há você sem mim
Eu não existo sem você

Autor:    (Vinícius de Moraes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Regras: Antes de perguntar, faça uma pesquisa no blog relacionada a sua pergunta.

Não faça comentários Anônimos

• Você pode comentar com a OpenID, URL ou Conta Google.

Caso não tenha, deixe seu nome na caixa de mensagem.